Entenda como é a concessão de crédito sem intermediação de bancos

Ao pensar em concessão de crédito, muitas pessoas e empresários já ficam desanimados ou, até mesmo, preocupados. Isso porque, no geral, esse processo envolve pilhas de documentos e comprovações, burocracia, demora na aprovação e já conhecidas elevadas taxas de juros que são cobradas pelo valor disponibilizado.

No entanto, as inovações e facilidades tecnológicas têm proporcionado um serviço diferenciado. Nesse sentido, estamos falando da concessão de crédito sem intermediação ou interferência de bancos. Quais são as vantagens disso? Continue acompanhando este artigo e confira!

Como funciona a concessão de crédito sem intermediação de bancos?

Em abril de 2018, o Conselho Monetário Nacional aprovou algumas resoluções que permitem às fintechs do setor financeiro disponibilizarem crédito sem que bancos precisem intermediar o processo.

A partir disso, o Banco Central espera que esse tipo de empresa possa aumentar a competição na oferta de crédito, melhorando assim as condições para os tomadores — incluindo redução das taxas de juros, uma vez que a concorrência será maior.

Para isso, as fintechs têm duas opções de figura: as sociedades que atuam com empréstimo entre pessoas, conhecidas como peer-to-peer, ou as sociedades de crédito direto.

O processo de concessão de crédito sem a participação de bancos ou instituições financeiras tradicionais começa com a solicitação do tomador, que pode ser pessoa física ou jurídica. Antes, é preciso fazer o cadastro em uma plataforma de confiança.

Após isso, ele deverá informar como usará o dinheiro que está solicitando. Os motivos mais comuns são inúmeros: pagamento de dívidas, investimento em crescimento do negócio, entre outros.

Caso seu pedido seja aprovado, por exemplo, a proposta ficará aberta para que investidores possam financiá-lo até que a quantia atinja o valor de que você precisa. No ato do acordo, serão combinados os prazos de pagamento e demais condições que ficam estabelecidos no contrato de empréstimo.

Quais são as vantagens?

Por não ter interferência de bancos, o modelo de concessão de crédito peer-to-peer (P2P), ou empréstimo coletivo, está diretamente relacionado com menores burocracias e taxas. Isso torna o processo mais acessível, principalmente a microempreendedores que querem iniciar um projeto ou uma empresa ou investir em melhorias.

A fim de entender melhor as vantagens, a seguir, confira quais são os itens mais importantes e diferenciados em relação aos empréstimos bancários tradicionais.

Taxas menores e mais competitivas

Como investidores e tomadores são conectados mais diretamente e por meio de uma plataforma online, custos e taxas são menores e mais competitivos, variando entre 1,30% a 3,23% ao mês. Além disso, você não precisa de garantias, como os seus bens.

Sem burocracia

Nesse tipo de concessão de crédito, a liberação é feita quase que instantaneamente e sem tantas complicações. Para tanto, basta:

  • ser maior de 18 anos;
  • a empresa não estar negativada;
  • ter mais de 12 meses de faturamento;
  • faturar, anualmente, acima de R$ 250 mil ou, caso seja empresa individual, R$ 500 mil;
  • ter os seguintes documentos em formato PDF — faturamento dos últimos 36 meses com assinatura do contador, extrato de movimentação bancária dos últimos 4 meses, IR do sócio avalista e contrato social com atualização.

Lembrando que esses são critérios básicos e mais comuns. Contudo, não deixe de conferir na plataforma que escolheu quais são as documentações e os requisitos exigidos.

E a segurança, como fica?

Ao falar em tecnologia, menor burocracia e facilitações, é comum ficar com receio em relação à segurança do seu dinheiro, da sua solicitação e do processo como um todo. Pois saiba que, mesmo sem precisar da intermediação de bancos, trata-se de um processo altamente seguro e confiável.

Há políticas de privacidade, não existem tarifas escondidas e o processo é totalmente transparente. As plataformas contam com procedimentos para que o ambiente de contratação seja fortemente protegido e seguro. Para isso, como dissemos, é preciso trabalhar com empresas confiáveis, reconhecidas e sérias, além de sempre proteger seus dados de acesso.

A concessão de crédito não precisa mais ser associada a burocracia, demoras e reprovações. Você já pode investir no seu negócio sem necessitar entrar em contato com bancos ou passar por longos processos.

O que achou dessa modalidade que tem crescido no mercado? Ainda ficou com alguma dúvida? Deixe sua opinião aqui nos comentários!

Empreendedor fun dador da Nexoos.Apaixonado por tecnologia e empreendedorismo, especialmente Fintech. Engenheiro de formação.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s