Nova iniciativa busca desenvolver o ecossistema de Fintechs da América Latina

Fintech Awards Latam 2017

As Fintechs estão criando uma nova realidade financeira globalmente, bancarizando e dando acesso à diversos serviços que antes se concentravam exclusivamente nas mãos do bancos. Na América Latina, o crescimento e a expansão destas novas soluções crescem exponencialmente, porém ainda não pode-se dizer que o mercado latino-americano de startups financeiras é uma referência mundial, como Londres, Singapura e China. Ainda existem certas diferenças, principalmente quando falamos de integração, que travam o avanço das startups financeiras nos países latinos.

Com o intuito de diminuir essa distância, foi lançada a primeira iniciativa que busca unir o ecossistema  da América Latina e promover as melhores soluções. O Fintech Awards Latam, concurso desenvolvido pela agência Cantarino Brasileiro, elegerá os melhores projetos nas categorias: User Experience, Modelo de Negócios, Inclusão Financeira, Tração e Disrupção.

Com 20 países participantes, o evento reunirá os principais especialistas em Fintechs da América Latina para avaliar os projetos inscritos. Mentores, investidores e experts do setor escolherão os melhores cases de cada categoria e, ao final, darão um feedback considerando a expansão dos negócios para outros países.

O evento conta com o apoio de importantes entidades e empresas da Argentina, Brasil, Colômbia, Chile, Perú e Uruguay, como a Acrefi, Associação Brasileira de Fintechs, Colombia Fintechs, Digital Bank LA, Fintech Lab, Incutex, Relatório Bancário e Startup Perú.

Responsável pela área de inovação da Cantarino Brasileiro, João Pedro Brasileiro afirma que o Fintech Awards Latam proporcionará uma integração importante para o desenvolvimento do ecossistema latino-americano. “ Constatamos que em diversos países existem muitos investidores buscando iniciativas estrangeiras para aplicar seus recursos, assim como existem muitas Fintechs com interesse e potencial de expandirem seus negócios. Esse é o empurrão que faltava” completa.

As inscrições estão abertas até 13 de Janeiro de 2017. Para saber mais detalhes, acesse www.fintechawardslatam.com

Investimentos em Fintechs cresce 19% na América Latina

 america-latina

Estudo Fintechs América Latina

Vamos aos números:

Segundo estudo da Mckinsey, a América Latina possui 352 fintechs, das quis 170 estão no Brasil.

Dessas, 217 receberam investimento em 2015. Já o volume de investimentos nas empresas somou US$ 386 milhões no ano passado, 19% acima do valor registrado em 2014, aponta o estudo.

Qual a sua opinião?

Será que 19% de crescimento é um número de fato relevante?

Na minha opinião não. O volume de investimentos ainda está aquém do potencial do mercado, no entanto, o ecossistema das fintechs latinoamericanas ainda carece de maturidade: temos pouquíssimos cases de saídas, por exemplo.

Fonte: Mckinsey e G1

 

 

Novo Radar de Fintechs Brasileiras!

Já são mais de 200 fintechs no Brasil! O Fintech Lab, site especializado no estudo das fintechs no Brasil, publicou em setembro uma nova versão do já consagrado radar.

Screen Shot 2016-10-22 at 19.13.19.png

Veja diretamente no link: http://fintechlab.com.br/index.php/2016/09/08/novo-radar-fintechlab-ja-sao-mais-de-200-empresas/

“O mercado de fintechs nacional não para de crescer. Já são mais de 200 iniciativas que estão facilitando a vida das pessoas e empresas e/ou criando condições para que o ecossistema evolua, colocando o Brasil à frente de todos os seus irmão da América Latina!

Esta edição do Radar FintechLab introduz uma nova radial para o mercado de Câmbio. Dentro do ecossistema brasileiro, o setor de Pagamentos ainda é o que possui maior quantidade de iniciativas, seguindo do setor de Gerenciamento Financeiro.”

Fonte: FintechLab | Clay Innovation

Fintechs em alta! Nova plataforma de empréstimos P2P

Nova plataforma de Empréstimos e Investimentos

Mais uma startup interessante saindo do forno! A Nexoos está lançando sua plataforma de empréstimos e investimentos.

Screen Shot 2016-05-04 at 21.38.02.png

A Nexoos facilita empréstimos peer-to-peer (de ponta a ponta) para Pequenas e Médias Empresas, conectando-as com pessoas dispostas a financiá-las, ou seja, um crowdfunding de empréstimos. Dessa forma, as empresas tem acesso a taxas de juros mais baixas e os investidores retornos mais expressivos. Isso é possível devido ao uso intensivo de tecnologia, tornando o processo mais automatizado e eficiente.

Ao redor do mundo, esse modelo já foi validado e tem crescido exponencialmente, a própria Nexoos já possui operação na América Latina. Agora chegou a vez do Brasil e é muito bom que está virando uma realidade por aqui também!

Quer fazer parte?

A Nexoos já está recebendo inscrições de empresas interessadas em obter crédito. Assim como investidores interessados em obter acesso à plataforma e conhecer as oportunidades de investimento.

  • EmpresaClique aqui se você se possui uma empresa e quer se cadastrar para receber um convite.
  • InvestidorClique aqui se você se quer receber o convite de investidor

Screen Shot 2016-05-04 at 21.40.35.png

Ainda está com dúvidas de como funciona? Ainda não entendeu essa questão de peer-to-peer lending? Leia esse outro post P2P Lending – O que é.

Quero deixar claro que eu, o autor desse blog, sou um dos fundadores da Nexoos, portanto claro que sou suspeito para falar, mas vale a pena dar uma olhada.

Abraços,

Daniel Gomes

 

 

 

 

Fintechs no Mundo S/A Globonews

Fintechs no Brasil

Na noite da última segunda feira, 2 de Maio, a  GloboNews apresentou o Mundo S/A sobre as principais Fintechs do Brasil.

O programa foi muito interessante, algumas fintechs como Nubank, BankFacil, Geru, entre outras foram citadas no programa. Temas como crédito, empréstimos, e investimentos aliados ao intenso uso de tecnologia foram o grande destaque.

Segundo Marcelo Bradaschia, sócio da FintechLab, hoje o Brasil conta com mais de 150 Fintechs.

globo-news-logo

A Globonews geralmente disponibiliza as edições neste endereço, porém até o momento deste post o último episódio ainda não foi disponibilizado. Vale a pena checar porque em breve estará lá.

Quer saber mais sobre fintechConfira outros posts no blog.

Bem-vindo!

É com muita satisfação que anuncio o início do blog Fintech Brasil.

Você interessado em empreendedorismo e tecnologia, esse blog é pra você!
Você interessado no mercado financeiro, esse blog também é pra você!
Você interessado na fusão desses dois mundos, a chamada FinTech, esse blog foi feito exatamente para você!!

A idéia do blog surgiu da falta de um blog (ou portal) de FinTech focado no mercado brasileiro.

Para iniciar, vamos falar sobre a palavra “Fintech”. O termo é uma contração das palavras Financial and Technology e refere-se à qualquer tecnologia aplicada a serviços financeiros. Sendo ainda mais especifico, alguns dos principais temas tratados serão (com o perdão das traduções):
  • Financiamento da Multidão (Crowdfunding)
  • Comunidades de Empréstimos Online (P2P Lending)
  • Mobile Banking
  • Pagamentos e Transações
  • Moedas digitais e alternativas (Cryptocurrencies / digital and alternative currencies)
Não sabe o que é algum deles? Nenhum? Calma… os próximos posts fornecerão explicações e a minha intenção é me aprofundar em cada um dos temas aos poucos.

Mas porque um blog sobre isso? 
Apesar de serem temas recentes, a internet em inglês está cheia de conteúdo em relação à eles. Porém, o que é difícil encontrar são discussões em português-br, com conteúdo no contexto do Brasil. É claro que (infelizmente) ainda estamos muito atrás de países como EUA ou Reino Unido, mas eu acredito que também é possível criarmos soluções inovadoras por aqui, usando tecnologia para resolver os nossos problemas relacionados aos serviços financeiros.

A missão desse blog é informar, trazendo inovações que estão ocorrendo por todo o mundo e sobretudo analisar no contexto nacional: Quais empresas estão fazendo isso no Brasil? Porque tal solução ainda não existe por aqui? Será que daria certo? O que os governantes e/ou agentes regulatórios podem fazer para incentivar o surgimento de novas startups nessa área? E por ai vai.

Sendo assim, comentários e perguntas serão sempre muito bem-vindos para fomentar as discussões.

Grande abraço,
Daniel